Ana Bacalhau

“Tenho bichos-carpinteiros”. Também são carpinteiros, claro, mas, sobretudo, carpinteiros.”
Ana Bacalhau anuncia a sua estreia a solo, após uma década a dar voz às canções da Deolinda.
“Quando era miúda, ouvia os graúdos a apontar-me o excesso de energia e inquietação e, sem perceber nada de carpintaria, convenci-me que o que me diagnosticavam era um caso bicudo de bichos que cara-pintavam. (…) Houve um dia que pediram um palco para si”, diz Ana Bacalhau sobre o chamamento de se lançar em novas direções, de dar voz a novos autores e às suas próprias composições.
“Nome próprio” é o título do muito aguardado álbum, editado em Outubro de 2017 e assinala, para alegria da sua autêntica legião de fãs, a estreia a solo de uma das mais aclamadas intérpretes portuguesas. Ana Bacalhau prepara-se agora para transportar as novas canções para o palco, com a energia e entrega que se lhe conhecem, prometendo uma extensa digressão que vai passar por todo o país.